in

Menina de 9 anos tem grave infecção e precisa raspar seus cabelos após realizar escova progressiva

Cabeleireira fez procedimento na criança sem a autorização do pai e criança apresentou grave alergia.

Reprodução: Visão Oeste

Um procedimento estético obrigou uma menina de apenas 9 anos, chamada Yasmin, a raspar sua cabeça. Segundo o pai da criança, José Flávio Sousa, a cabeleireira fez uma escova progressiva no cabelo da sua filha sem a sua autorização. Flávio havia levado a criança para o salão de beleza para que a profissional realizasse uma hidratação nos cabelos de sua filha, contudo, o procedimento não saiu como o esperado.

Publicidade

O pai da criança afirmou que deixou a criança no salão, pois conhecia e confiava na cabeleira e, quando retornou para buscar sua filha, se deparou com a profissional realizando um procedimento não autorizado por ele. Flávio demonstrou preocupação com o procedimento e questionou a profissional se o mesmo poderia causar alguma reação, contudo, a cabeleireira afirmou que não havia nenhum problema, pois a progressiva era orgânica.

Após dois dias do procedimento, Yasmin começou a reclamar de uma coceira intensa na cabeça, além de ter constantes vômitos. Flávio ficou assustado com a situação de sua filha e decidiu leva-la até um posto de saúde. No local, os profissionais de saúde constataram que Yasmin adquiriu uma reação alérgica e pediram que Flávio e Yasmin retornassem para casa. Contudo, conforme o pai, a situação da menina só piorou e chegou a um ponto em que a criança não abria mais seus olhos.

Publicidade

Alarmado com a situação, Flávio levou Yasmin até o hospital. No local, os médicos decidiram que a criança deveria permanecer internada, sendo medicada com antibióticos e antialérgicos. Mesmo no hospital, a situação da criança não melhorou e os médicos tiveram que raspar a cabeça de Yasmin para drenar o líquido acumulado em sua cabeça devido a uma grave infecção.

Publicidade

O pai da criança afirmou que o psicológico de sua filha se encontra bastante abalado por conta do ocorrido e, agora, a família de Yasmin pretende realizar a junta dos documentos necessários para abrir um processo contra o salão e a cabeleireira.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade