in

Greve dos caminhoneiros em 7 de setembro? Líderes da categoria batem o martelo

No universo das redes sociais não são poucas as referências sobre uma possível greve dos caminhoneiros.

FDR

Há poucos anos, em 2018, o Brasil literalmente parou. A lembrança de milhares de caminhões que se enfileiravam pelas rodovias do país durante a greve dos caminhoneiros permanece muito viva na lembrança dos brasileiros, tanto que a preocupação com uma possível nova paralisação da categoria, que ganha força com as demandas de manifestantes no próximo dia 7 de setembro, acabou no posicionamento de alguns líderes de movimentos dos caminhoneiros.

Publicidade

Vale ressaltar que, ao longo do país, os caminhoneiros possuem diversas categorias que os representam, logo, o posicionamento não costuma ser unânime, com alguns movimentos sinalizando que devem promover paralisações especificamente no dia 7 de setembro, feriado, mas que não possuem, neste momento, a intenção de deflagrar uma greve.

O principal motivo apontado por líderes dos movimentos dos caminhoneiros se deve ao fato de que haverá ‘diversas pautas’ nos protestos dos brasileiros neste feriado de independência, na maioria dos casos com fins políticos e de economia. Alguns líderes acreditam que os movimentos dos caminhoneiros podem ganhar força após as manifestações, justamente para apontar diretamente para as demandas da categoria e a fim de não misturar as coisas.

Publicidade

Patrola, líder da categoria na região de Itajaí (SC), foi um dos que se posicionaram a respeito dessa ‘divisão de pautas’: “Enquanto cidadãos, nós apoiamos o movimento [de 7 de setembro], mas não apoiamos a paralisação de caminhoneiros, até por entender que não há necessidade [de greve] para reivindicar essa pauta [o impeachment dos ministros do STF, o voto impresso e a liberdade de expressão]”.

Publicidade

O líder ainda afirmou que uma greve não começa da noite para o dia, são necessárias assembleias e a retificação de atas das mesmas, só assim teriam segurança jurídica a fim de evitar multas e outros problemas judiciais com um evento irregular.

Publicidade

Conforme mencionado anteriormente, algumas categorias de caminhoneiros confirmam que participarão das manifestações deste 7 de setembro, entretanto sem sinalizar uma greve ou continuidade das paralisações após este dia.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Evandro

O mundo do entretenimento é a minha vida.