in

Ao ser imunizada, jovem de 15 anos comove ao prestar homenagem a 6 familiares mortos pela Covid-19

Bruna Santana afirmou que a atitude foi tomada a fim de conscientizar as pessoas sobre a gravidade da doença.

G1 | Divulgação | Montagem Ingrid Machado

A Covid-19 continua assolando inúmeras famílias no Brasil e no mundo. Apesar da existência da vacina contra a doença, a falta de adesão e o desrespeito às medidas de isolamento seguem fortalecendo o vírus. De acordo com o site G1, a adolescente Bruna Santana, de 15 anos, sentiu na pele a agressividade imposta pela Covid-19.

Publicidade

Bruna perdeu seis familiares para a doença no ano de 2021. A mãe, a avó, bisavó e três tios da adolescente sucumbiram à doença em um período de cerca de 3 meses. Aos 15 anos, Bruna teve a oportunidade de ser vacina e resolveu fazer uma homenagem aos familiares que não tiveram a chance de serem imunizados.

Ao receber a vacina contra a Covid-19, a adolescente apresentou um cartaz com as datas das mortes dos seis familiares. Em entrevista, a jovem desabafou e afirmou que tomou a atitude a fim de conscientizar as pessoas sobre a gravidade da doença, e para que elas não tenham medo de tomarem a vacina.

Publicidade

Minha mãe morreu 16 dias antes de eu completar 15 anos, uma data especial. Por conta da pandemia não teve festa, mas um dos meus maiores desejos quando ela estava no hospital era que ela pudesse sair da sedação“, disse a adolescente emocionada. Porém, o desejo de Bruna não foi realizado, já que a mãe não resistiu às complicações da doença.

Publicidade

Welithon Prates, pai de Bruna, afirmou que as pessoas não estão acreditando na ciência e na gravidade da doença. O operador de máquinas lamentou o difícil momento enfrentado pela filha e afirmou que não deseja que ninguém passe por esta situação.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade