in

Pesquisa aponta que Lula pode vencer eleições no 1º turno; Bolsonaro é líder em rejeição

Ex-presidente do Brasil, Lula possui grande vantagem contra o seu adversário direto.

Reprodução/Info Money

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vem vivendo um delicado momento político, pois de acordo com uma pesquisa realizada pela Quaest Consultoria, o índice de rejeição do atual presidente vem subindo cada vez mais. Outro fato que coloca Bolsonaro contra as cordas é a constante busca da população brasileira por um nome viável na chamada terceira via.

Publicidade

Com o elevado índice de rejeição de Bolsonaro, o caminho parece estar aberto para o seu principal adversário, o ex-presidente Lula. A pesquisa em questão utilizou vários sistemas para se respaldar e um dos mecanismos utilizado foi o voto espontâneo, isto é, quando o eleitor declara sua intenção de voto sem que a empresa apresente os candidatos. No voto espontâneo, Lula aparece com 23% das intenções de voto, enquanto Bolsonaro possui apenas 15%.

Quando a empresa contratada para a realização da pesquisa apresentou o nome dos candidatos, o ex-presidente continuou na liderança com um total de 46% da intenção de votos, enquanto Bolsonaro apareceu com apenas 26%. Os candidatos considerados como uma terceira via são Ciro Gomes e João Doria, que obtiveram 8% e 6%, respectivamente, da intenção de votos.

Publicidade

Como já mencionado, Bolsonaro possui um alto índice de rejeição e a condução do Brasil realizada pelo atual presidente sofre com 48% de rejeição. A rejeição do chefe Executivo aumentou nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste. Visto o grande descontentamento da população com a atual situação do Brasil, há a possibilidade de Lula ser eleito no 1º turno das eleições.

Publicidade

A pesquisa também aproveitou para testar a popularidade dos candidatos da terceira via, contudo, ao que parece, a disputa presidencial está mesmo polarizada, pois grande parte dos outros candidatos são considerados anônimos pela população.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade