in

Governo de Jair Bolsonaro propõe novo valor do salário mínimo para 2022

Valor consta em projeto enviado pelo Ministério da Economia ao Congresso Nacional.

Facebook Jair Bolsonaro / Montagem Diogo Marcondes

Milhões de brasileiros ficam ansiosos a espera do anúncio do valor do salário mínimo para o ano seguinte. Atualmente, o salário mínimo é de R$ 1.100. O novo valor proposto é de apenas R$ 69 a mais. O valor de R$ 1.169 foi enviado ao Congresso Nacional nesta terça-feira (31), último dia para o envio do texto ao Congresso Nacional.

Publicidade

O valor aparece na Lei Orçamentária Anual (LOA) divulgada pelo Ministério da Economia, comandado por Paulo Guedes. O aumento é próximo dos 6,2% e não representa aumento real em relação à inflação. Apesar de baixo, o valor é superior aos R$ 1.147 divulgados em abril.

O salário mínimo interessa especialmente aos beneficiários do INSS. São 24 milhões de pessoas neste grupo. No total, 50 milhões de brasileiros têm como referência o valor do salário mínimo. De acordo com a Constituição Federal, o valor tem que ser, no mínimo, idêntico ao da inflação.

Publicidade

Em 2021, isso não aconteceu. O valor de R$ 1.100 representou aumento de 5,26%. A inflação no país foi de 5,45% no ano passado. Neste cenário, houve perda do poder de compra do brasileiro que recebe o salário mínimo.

Publicidade

Publicidade

Aumento do salário mínimo impacta cofres públicos

Com o novo valor do salário mínimo, a partir de 2022, o impacto no orçamento será de cerca de R$ 22 bilhões. Cada real de elevação no salário mínimo, em 2020, representa despesa extra de R$ 315 milhões. Aposentadorias do INSS e abono salarial não podem ficar abaixo do salário mínimo. O reajuste com novo valor ainda depende de aprovação do Congresso Nacional.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!