in

Mulher perde dois filhos para a Covid-19 em 12 horas e lamenta: ‘Eles eram minha vida’

A mulher acredita que se os filhos tivessem tomado a vacina estariam vivos.

Yahoo

Mais de um ano após o início da pandemia, a Covid-19 continua sendo a maior causadora de mortes pelo mundo. China, Estados Unidos, Índia e Brasil são os países com maior número de casos. Contudo, com o avanço da vacinação, estes números têm caído gradativamente.

Publicidade

Infelizmente, nem todos foram vacinados, e muitos ainda continuam a se infectar e falecer devido à doença. Entre essas vítimas estão dois irmãos, que faleceram com pouco tempo de diferença, deixando a mãe completamente arrasada e em choque com a perda dos filhos.

Lisa Brandon, moradora de Jacksonville, no estado da Flórida, Estados Unidos, lamentou a morte de seus filhos – Aaron Jaggi, de 35 anos, e Free Jaggi, de 41 – cujo intervalo entre os óbitos foi de apenas doze horas.

Publicidade

Aaron e Free foram diagnosticados com coronavírus em julho deste ano e precisaram ser submetidos à ventilação mecânica na UTI do hospital onde foram internados.

Publicidade

Aaron e o irmão ficaram internados por 12 dias. Free precisou ser colocado em coma induzido devido à gravidade de seu quadro de saúde. Segundo o News 4 Jax, tanto Aaron quanto Free foram diagnosticados com pneumonia. 

Publicidade

Free faleceu no último dia 12 e seu irmão 12 horas depois. Arrasada, a mãe chamou as mortes dos filhos de “horríveis” e lamentou o fato dos dois não terem tomado a vacina. Ela conta que tentou convencer os irmãos a se imunizaram, mas não conseguiu. Agora, ela sofre com a perda os amados filhos: “Eles eram a minha vida“, desabafou a americana.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.