in

Peça de aparelho de dentista se solta e vai parar dentro do pulmão de paciente

Prefeitura de Lajes se mobiliza para realizar o procedimento na rede privada.

G1

Uma mulher de 55 anos acabou engolindo involuntariamente uma broca do aparelho de dentista durante uma extração. O caso foi registrado na unidade de saúde do município de Lajes, no Rio Grande do Norte, no último dia 26 de julho, mas somente agora tornou se público. 

Publicidade

A paciente, identificada como Iolanda Mariano de Melo Simplício, está com o objeto alojado no pulmão desde essa data. Em entrevista ao portal “G1”, o filho dela, Rohnhalyson Mariano, contou que a mãe vem sentindo muitas dores e já perdeu 10 quilos desde o incidente. 

Apesar do suporte inicial para a realização de exames, Iolanda e os familiares seguem sem respostas sobre ação a ser tomada para a remoção do corpo estranho. Em nota, a Prefeitura de Lajes informou que o procedimento cirúrgico da paciente foi marcado para o dia 11 de agosto, mas por conta da quebra de um equipamento acabou não ocorrendo. 

Publicidade

O município informou que está se preparando para realizar a cirurgia de forma particular. A Prefeitura está analisando os orçamentos e vai pagar pelo procedimento de retirada do objeto do pulmão da paciente.

Publicidade

Afastado

O dentista responsável pelo atendimento da paciente foi afastado e não trabalhará mais no município de Lajes. A prefeitura agora busca um nome para substituí-lo após o grave problema. 

Publicidade

Ouvido pela reportagem do G1, o professor Laércio Melo, afirmou que o tipo de incidente pode ocorrer nos consultórios de odontologia, mas destacou que há alguns tipos de ações que podem evitar esse tipo de problema. 

“A primeira delas é sempre o profissional verificar essa real adaptação entre a broca e a caneta, e a segunda é utilizar um lençol de borracha separando essa área que está sendo tratada com a região de orofaringe”, pontuou o especialista. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade