in

Auxílio Brasil: ministro traz revelações sobre valores e continuidade do programa

Programa virá com a missão de ocupar o lugar do Bolsa Família; cifras serão mais altas.

© MARCELLO CASAL JRAGÊNCIA BRASIL

Após a conclusão do Auxílio Emergencial, previsto para ser descontinuado em outubro, o governo federal irá implantar o Auxílio Brasil, programa que vem para substituir o tradicional Bolsa Família. Em entrevista ao programa “Passando a Limpo”, da Rádio Jornal, o ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos) trouxe algumas informações importantes sobre o benefício.

Publicidade

O Auxílio Brasil será custeado com recursos oriundos do parcelamento do pagamento de precatórios e do fundo a ser criado através de privatizações. Segundo Roma, o objetivo do governo é começar o programa em novembro. O chefe da pasta destacou que as cifras devem girar próximo da casa dos R$ 300 por beneficiário. 

”O presidente Jair Bolsonaro já anunciou que irá ter um reajuste de pelo menos 50% do ticket médio do programa social. Ou seja, é um valor diferente do auxílio emergencial, que é igualitário para todos. O ticket médio é de R$ 189 e deve chegar próximo ao valor de R$ 300”, afirmou o ministro.

Publicidade

Ainda na entrevista, Roma garantiu que o Auxílio Brasil não será descontinuado, independente de quem vença as próximas eleições presidenciais, sendo um legado do Estado Brasileiro. 

Publicidade

Modelos distintos

Substituto do Bolsa Família, o Auxílio Brasil contará com três modalidades: a primeira será destinada para família com crianças, a outra com famílias que possuam jovens até 21 anos e também para famílias que não conseguem sair do cenário de extrema pobreza, mesmo após receber benefícios anteriores. 

Publicidade

Auxílio Emergencial 

Nesta nova etapa de prorrogação, o governo federal viabilizou mais três pagamentos adicionais (agosto, setembro e outubro). O cronograma da quinta parcela, inclusive, já foi iniciado para integrantes do Bolsa Família e para o público geral, se estendendo até o próximo dia 31 de agosto, quando pessoas nascidas em dezembro e beneficiários com NIS final 0 serão contemplados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade