in

Bolsonaro garante que pedido de impeachment de Alexandre de Moraes não é uma revanche

O chefe do Executivo comentou sobre o pedido de impeachment de Alexandre de Moraes, protocolado por ele no Senado.

Reprodução/Facebook/Jair Messias Bolsonaro / Estadão

O presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou neste sábado, 21, que o pedido de impeachment do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Alexandre de Moraes, que ele apresentou no Senado na última sexta-feira, 20, não é uma “revanche”. Mesmo assim, o chefe do Executivo deixou de expressar a sua indignação com o fato de estar sendo investigado pelo STF em uma ação que ele chamou de “inquérito do fim do mundo”.

Publicidade

Bolsonaro ressaltou o fato de ter feito tudo dento das quatro linhas da Constituição. E mais, o presidente ainda disse ser “engraçado” o mundo cair em sua cabeça sempre que ele dá início a uma ação no Senado. No entanto, ao ver de Bolsonaro, quando alguém, com um inquérito no qual ele se referiu por “fim do mundo”, o “bota lá, ninguém fala nada”. “Não é revanche”, destacou o presidente.

O chefe do Executivo ainda aproveitou o momento para dizer que os poderes só conseguiram conviver em “paz e harmonia” se todos se respeitarem e saber que existe um limite que, ao ver de Bolsonaro, “é a nossa Constituição”.

Publicidade

O pedido de impeachment contra o ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, que recebeu a assinatura apenas do presidente da República, foi protocolado diretamente no gabinete do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco.

Publicidade

Já se sabe que o pedido conta com 17 páginas, contudo, a ação agora protocolada no Senado, na verdade, é bem maior, isso porque inclui cópia de documentos pessoais do chefe do Executivo e ainda alguns despachos do ministro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade