in

Criança desaparece, deixando pai em pânico, e acaba sendo encontrada dentro do sofá da própria casa

O pai encontrou um bilhete do filho e após não encontrar a criança pediu ajuda da Polícia Militar.

UOL

Quem tem criança em casa precisa ficar bem atento com os pequenos, afinal de contas, com essa galerinha, todo cuidado é pouco. É necessário ter atenção com vários detalhes, como objetos pontiagudos, produtos de limpeza, medicamentos, escadas e lugares altos.

Publicidade

Infelizmente, acidentes domésticos são uma das grandes causas de morte em crianças. Além disso, qualquer descuido pode acabar em tragédia. Recentemente, o caso de uma criança que morreu dentro do próprio quarto levantou debate e acendeu alerta. O fato ocorreu nos Estados Unidos e, após a polícia buscar pelo garoto por quatro dias, a vítima de apenas quatro anos de idade foi achada dentro do próprio quarto.

O menino estava dentro do baú de brinquedos do próprio quarto e a causa da morte foi asfixia postural. A criança entrou dentro do objeto possivelmente com o intuito de brincar e, infelizmente, não conseguiu mais sair de dentro do baú.

Publicidade

No Brasil, um garotinho de 10 anos de idade deixou o pai preocupado. O homem acionou a Polícia Militar após ter encontrado um bilhete em que a criança avisava ao pai que fugiria de casa. O fato ocorreu na cidade de Blumenau, em Santa Catarina. Sem notícias do filho por cerca de 10 horas, o desfecho da história teve um final surpreendente.

Publicidade

O homem acabou encontrando o filho dormindo na parte interna do sofá da residência. Segundo informações dos agentes que aturaram na ocorrência, o pai pediu ajuda após chegar em casa por volta das 17h e se deparar com o bilhete do menino. Aproximadamente às 3h da manhã, com o garoto ainda desaparecido, o homem retornou à residência e quando sentou no sofá, escutou um ruído de respiração. foi quando encontrou o filho dormindo na parte interna do móvel.

Publicidade

Segundo o tenente que atuou na ocorrência, Nicolas Vasconcelos, a criança disse que não chegou a sair e revelou que a motivação que levou ao ato foi a cobrança do pai com o seu rendimento na escola. Felizmente, o caso teve um bom desfecho, porém, poderia ter acabado em tragédia se fosse um móvel em que a criança não conseguisse sair.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.