in

Caso Miguel: pesquisa ‘macabra’ da mãe do menino na internet é descoberta pela polícia

Yasmin Rodrigues está presa acusada de ter matado o próprio filho de sete anos.

Arquivo pessoal Yasmin Vaz

Yasmin Vaz dos Santos Rodrigues, de 26 anos, está presa acusada da morte do filho, Miguel Rodrigues, de 7 anos. O crime ocorreu no dia 28 de julho, Yasmin teria agredido, dopado e matado a criança, cujo corpo teria jogado no Rio Tramandaí, em Imbé, no Rio Grande do Sul.

Publicidade

Na madrugada do dia 29, Yasmin fez uma pesquisa na internet que está chamando a atenção da Polícia Civil. “Digitais humanas saem na água salgado do mar”, foi a pesquisa de Yasmin. Este torna-se mais um indício forte de que ela tirou a vida do próprio filho.

A informação foi divulgada nesta sexta-feira (13), quando as buscas pelo corpo de Miguel completaram 16 dias. As buscas não param. O Rio Tramandaí, onde ela alega ter jogado o corpo do filho, desemboca no mar. A cidade de Imbé está localizada no litoral norte do Rio Grande do Sul.

Publicidade

Mãe e companheira estão presas

Yasmin Rodrigues e a namorada, Bruna Nathiele Porto da Rosa, de 23, foram presas pela polícia. A Polícia Civil encontrou vídeo em que Bruna ameaça Miguel. As imagens também são usadas como prova contra elas. Conversas no aplicativo de mensagens WhatsApp também foram recolhidas pela polícia. Em uma delas, Yasmin fala sobre a compra de uma corrente para manter o filho amarrado. 

Publicidade

As duas devem responder por homicídio duplamente qualificado. Tortura, por tudo o que foi descoberto pela polícia, e ocultação de cadáver, já que o corpo ainda não foi encontrado, também estão os crimes atribuídos às duas. A cidade de Imbé tem pouco mais de 20 mil habitantes e os moradores estão chocados com o crime que repercute em todo o Brasil.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!