in

Tom de voz do namorado teria provocado ataque de pitbulls a mulher em chácara

Marli, de 53 anos, morreu após ser atacada por seis cães da raça pitbull.

Reprodução UOL / Montagem Aurilane Alves

A Polícia Civil de São Paulo segue investigando a morte de Marli Donegá Tizura, de 53 anos, após ela ter sido atacada por seis cães da raça pitbull na chácara onde o namorado trabalhava como caseiro, em Birigui, interior de São Paulo. Marli conhecia os animais que eram criados pelo namorado.

Publicidade

Na noite do dia 21 de julho, o casal saiu acompanhado de um amigo. Eles foram a uma pizzaria da cidade. Na volta, Marli e o namorado voltaram de carro. Os três pitbulls adultos e os três filhotes não haviam sido alimentados e ficaram ouriçados com o cheiro que vinha da caixa de pizza que Marli segurava.

Os animais estavam soltos porque só eram presos quando chegava alguém estranho, que não tinha contato com eles. Segundo o delegado Nilton Marinho, os cachorros cercaram Marli e ficaram com as patas erguidas ao lado dela. A mulher ergueu a caixa de pizza para que os animais não pegassem.

Publicidade

Voz do namorado pode ter causado o ataque

De acordo com o delegado responsável pelo caso, os cães teriam estranhado a voz de comando do caseiro. Ao tentar afastar os animais da namorada, com medo de que ela fosse atacada, o caseiro agiu de forma mais ríspida e acabou provocando os cães sem querer.

Publicidade

“Naquele momento de desespero, (o caseiro) acabou se exaltando, erguendo o tom de voz, com medo de que os animais atacassem a Marli”, disse o delegado, após ouvir o caseiro. O homem foi atacado pelos pitbulls, se escondeu dentro da casa e foi socorrido. Ele ficou mais de 10 dias internado. Marli não conseguiu escapar e foi morta pelos animais. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!