in

Caso Miguel: mãe presa pela morte se declarava ao filho nas redes sociais; ‘meu mundo azul’

Miguel, de sete anos, foi morto pela mãe, de acordo com a Polícia Civil do Rio Grande do Sul.

Arquivo pessoal Yasmin Rodrigues

Yasmin Rodrigues, de 26 anos, está presa pela morte do filho. Miguel, de 7 anos, morreu no dia 28 de julho. No dia seguinte, Yasmin foi à delegacia registrar o desaparecimento do filho. Os policiais acharam a versão que ela deu estranha. A mulher acabou confessando tudo o que havia feito.

Publicidade

Yasmin espancou Miguel, dopou o menino com remédio antidepressivo, quebrou os ossos dele e colocou o corpo em uma mala. A mulher se dirigiu até o Rio Tramandaí, em Imbé, litoral norte do Rio Grande do Sul, e despachou o corpo no local. O Corpo de Bombeiros segue procurando o corpo de miguel.

A Polícia Civil não descarta que ela tenha jogado o filho em outro lugar. Yasmin foi presa. A companheira dela, Bruna Nathiele, de 23 anos, também foi detida. Vídeo divulgado pela polícia mostra Bruna ameaçando Miguel. O menino vivia preso dentro de um armário. Os policiais também encontraram um caderno em que o garoto escrevia frases como “eu sou ruim”, “sou cruel”, “não mereço a mamãe que eu tenho”. As frases comprovam tortura psicológica.

Publicidade

As duas devem responder por homicídio duplamente qualificado, tortura e ocultação de cadáver. De acordo com as informações colhidas pela polícia com testemunhas. Yasmin tratava o filho bem até a entrada de Bruna em sua vida. A partir dali, ela mudou com o filho.

Publicidade

Nas redes sociais, a mulher postava fotos como a que aparece acima. “Minha sombra. Meu mundo azul”, escreveu a mulher na foto em que aparece ao lado do filho. A morte de Miguel é mais um triste caso de violência contra a criança no Brasil. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!