in

Governo coloca estado brasileiro em quarentena após surgimento de doença do cacaueiro

Problema já tem casos registrados em vários países da América do Sul e foi identificado no Brasil no mês passado.

G1

Em publicação realizada nesta quinta-feira (5) no Diário Oficial da União (DOU), o Ministério da Agricultura declarou o estado do Acre com o status de “área sob quarentena”. O motivo da medida deve-se à praga que vem atingindo plantas e frutos de cacau na região, intitulada de Monilíase do Caucaueiro (Moniliophthora roreri).

Publicidade

O problema foi diagnosticado pela primeira vez em solo nacional no mês passado, mais precisamente na cidade de Cruzeiro do Sul. 

Com a determinação, fica proibido o transporte de frutos e plantas hospedeiros da praga para outros estados do território nacional. 

Publicidade

“Essa é uma medida cautelar, que visa prover um maior suporte para as ações de fiscalização do trânsito de vegetais, executadas pelas Agências Estaduais de Defesa Agropecuária, com vistas a evitar a dispersão da praga para as áreas livres do país”, disse Graciane de Castro, coordenadora-geral de Proteção de Plantas.

Publicidade

O estado do Acre estará sob quarentena neste aspecto até que todos os trabalhos sejam executados para definir a incidência inicial da praga na região e que alternativas de contorno ao cenário. 

Publicidade

A doença

A monilíase é uma doença que devasta em especial plantas do gênero do cacau e do cupuaçu, provocando em grandes perdas na produção destes alimentos e um alto custo para o combate do problema. 

Sem riscos à saúde dos humanos, a doença atinge plantas hospedeiras do fungo, gerando um apodrecimento nos frutos. Na América do Sul, o fungo já teve casos registrados na Colômbia, Venezuela, Equador, Peru e também na Bolívia. 

O Ministério da Agricultura destaca que é importante a rápida notificação após a detecção ou suspeita da doença para evitar a disseminação. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade