in

Caso Miguel: delegado dá detalhes e diz quais os crimes cometidos pela mãe e madrasta

Yasmin e Bruna estão presas preventivamente e podem responder por três crimes inicialmente.

Reprodução Record TV / arquivo pessoal Yasmin Rodrigues

Antonio Carlos Ractz, delegado responsável pela investigação da morte do menino Miguel Rodrigues, de 7 anos, em Imbé, litoral norte do Rio Grande do Norte. O crime ocorreu no dia 28 de julho. No dia seguinte, a mãe dele, Yasmin Rodrigues, de 26 anos, procurou a polícia. Em um primeiro momento, ela queria registrar o desaparecimento do filho.

Publicidade

Os policiais acharam estranho e contraditório o que ela falou na delegacia. A mulher acabou confessando que havia colocado o filho na mala e jogado no Rio Tramandaí, que corta Imbé e Tramandaí. O corpo do garoto ainda não foi encontrado e a polícia não descarta que ele tenha sido deixado em outro lugar que não o rio.

A companheira de Yasmin, Bruna Nathiele, de 23 anos, também teve a prisão preventiva decretada. O menino era mantido preso dentro de um armário. Em print de conversa do WhatsApp, a mãe enviou uma foto de uma corrente à conmpanheira. Ela queria comprar o objeto para prender o filho.

Publicidade

Delegado fala sobre punição à mãe e madrasta

Antonio Carlos Ractz deu entrevista ao Cidade Alerta, da Record TV, e contou detalhes da prisão de Yasmin e de Bruna. O delegado afirmou que com o que foi levantado até o momento, as duas devem responder por tortura, homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver.

Publicidade

No dia da morte, Miguel foi espancado, dopado e teve os ossos quebrados antes de ser colocado na mão e levado pela mãe até o Rio Tramandaí. No local, o corpo teria sido jogado na água. O rio deságua no mar. As buscas pelo corpo de Miguel continuam.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!