in

Homem acusado por sumiço de meninos em Belford Roxo diz ter jogado sacos no rio

O suspeito assumiu ter jogado sacos no rio a mando de traficantes, mas diz não saber o que havia dentro.

Reprodução: Extra

Após ser denunciado pelo irmão, um suspeito de envolvimento no desaparecimento de três meninos em Belford Roxo prestou depoimento na DHBF (Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense). O suspeito não confessou o crime, mas admitiu que jogou sacos que foram entregues por traficantes embaixo de uma ponte. O delegado Uriel Alcântara, responsável pela DHBF, chegou a pedir a prisão do homem, no entanto, a Justiça optou por não deferir o pedido, por isso, ele segue em liberdade.

Publicidade

Em sua denúncia, o irmão do suspeito contou que as crianças, que sumiram no dia 27 de dezembro do ano passado, foram espancadas e mortas a mando do traficante José Carlos dos Prazeres Silva, mais conhecido no mundo do crime por Piranha que, inclusive, tem prisão decretada por tráfico. De acordo com o denunciante, o motivo do crime seria que um dos meninos estava envolvido no furto de uma gaiola de pássaro.

Na quarta-feira, 28, o suspeito foi ouvido na DHBF, aonde afirmou não saber o que havia nos sacos que ele jogou em um rio localizado próximo à estrada Manoel de Sá.

Publicidade

Não foi divulgado quando os policiais farão buscas no local para tentar encontrar os corpos das crianças. As famílias buscaram notícias sobre os garotos desde o dia do sumiço e devem pressionar as autoridades para ter uma resposta concreta sobre o que ocorreu.

Publicidade

Na quinta-feira, 29, o familiar de uma das crianças afirmou que ainda não havia sido procurado pela polícia e que ainda não tinha conhecimento sobre a denúncia feita pelo irmão do suspeito na última quarta-feira, 28. “Não sabemos de nada”, afirmou ele.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade