in

Prefeitura de São Paulo declara que irá informar qual vacina está sendo oferecida nos postos

A intenção da prefeitura é incentivar as pessoas a buscarem a segunda dose da vacina.

Foto: Eduardo Frazão/Exame

No Brasil há uma grande polêmica sobre a vacinação, pois muitos brasileiros estão se recusando a tomar vacinas de determinados fabricantes. Além da polêmica de escolha também há outro problema: muitos brasileiros não estão se dirigindo aos postos de vacinação para receberam a segunda dose dos imunizantes.

Publicidade

A prefeitura de São Paulo declarou que irá informar à população da capital qual tipo de imunizante está sendo oferecido em cada posto de vacinação da cidade. No total são 700 postos de vacinação espalhados por toda São Paulo. Apesar de informar a fabricante das vacinas, as autoridades paulistas afirmaram que a medida vale apenas para a segunda dose dos imunizantes.

Mesmo com a ciência de qual imunizante está sendo ofertado, a pessoa que se dirigir ao posto de vacinação será obrigado a mostrar o cartão de vacinação, assim comprovando que recebeu a primeira dose da vacina da fabricante que está sendo ofertada naquela local.

Publicidade

De acordo com o atual prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB) a medida está sendo adotada para que haja o avanço da vacinação, pois muitos paulistas estão se deslocando de forma desnecessária pela cidade. O secretário de Saúde, Edson Aparecido informou que por questões de baixa vacinação a prefeitura está encontrando dificuldades em dividir os imunizantes entre os postos, e a medida facilitará e incentivará a imunização.

Publicidade

Vale lembrar que a prefeitura da capital paulista foi obrigada a suspender a vacinação da população de 28 anos que ocorreria nesta quinta-feira (28), pois está faltando imunizantes.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade