in

Juiz do TJ-SP morre eletrocutado fazendo o que tanto amava; caso é investigado

Rafael sofreu descarga elétrica de 25 mil volts, foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Reprodução TJ-SP

O juiz Rafael Bragagnolo Takejima atuava na 4ª Vara Cível da Comarca de Diadema. Desde 2009 como juiz, Rafael tinha uma outra grande paixão: o tênis. Nascido na cidade de Itu, ele gostava de praticar o esporte e assim o fez na quinta-feira (22). O juiz não sabia que era a última vez.

Publicidade

Na tarde de quinta, Rafael foi ao Academias Play Tennis, na Vila Rejente Feijó, zona leste de São Paulo. Por volta das 14h, Rafael sofreu descarga elétrica de 25 mil volts. O Corpo de Bombeiros foi acionado às 14h24 e se dirigiu ao local para prestar atendimento.

Participaram do resgate do juiz seis viaturas do Corpo de Bombeiros, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e até o helicóptero Águia da Polícia Militar. Rafael foi socorrido em estado grave e encaminhado ao Hospital da Vila Alpina, também na zona leste. O juiz não resistiu aos ferimentos e morreu.

Publicidade

A família não sabe quais foram as circunstâncias do ocorrido. O Play Tennis divulgou nota em que afirma que está colaborando com as investigações da morte do juiz. De acordo com o clube, em 40 anos de história, nunca houve acidente em suas dependências.

Publicidade

Publicidade

Morte de juiz em clube de tênis é investigada

A Polícia Civil de São Paulo investiga a morte e busca entender os detalhes do ocorrido dentro do clube de tênis. O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) divulgou nota lamentando o falecimento de Rafael. O corpo do juiz foi enterrado nesta sexta-feira, em sua cidade natal, Itu. Familiares e amigos compareceram ao velório e enterro e se despediram de Rafael.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!