in

Filho de mulher morta por 6 pitbulls desabafa: ‘ela amava animais’

Marli tinha 53 anos e morreu ao ser atacada pelos pitbulls que eram cuidados por seu namorado em chácara.

UOL/MONTAGEM AURILANE ALVES

A história de Marli Donega, de 53 anos, repercutiu nos últimos dias e chamou muita atenção. Durante esta semana, a mulher foi morta ao ser atacada por seis cães da raça pitbull na chácara onde o namorado dela trabalha, em Birigui, cidade localizada no interior de São Paulo.

Publicidade

O namorado, de 59 anos, está internado na Santa Casa de Birigui. O filho de Marli deu entrevista à Record TV e contou que a mãe e o namorado dela estavam em uma pizzaria e foram para a chácara. Os cães foram criados pelo homem e conheciam Marli.

Segundo o filho dela, os animais eram dóceis. Enquanto o namorado foi ao banheiro, Marli passou a ser atacada pelos cães. A mulher não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O caseiro também foi atacado pelos cachorros que ele criou desde pequenos. Este é o motivo de ele estar internado.

Publicidade

Outras pessoas ajudaram a acalmar os cães. O filho de Marli contou que a mãe sempre criou animais, grandes e pequenos, e nunca teve nenhum problema com eles. “Ela amava animais”, disse o rapaz, lamentando a morte trágica da mãe. O caso segue repercutindo em todo o Brasil.

Publicidade

Namorado de Marli está internado

Caseiro da chácara e cuidador dos cães, o namorado de Marli está internado em estado grave na Santa Casa de Birigui. O homem teve ferimentos expostos e segue sem previsão de alta. Ainda não se sabe exatamente o que causou a fúria repentina dos cachorros que eram considerados dóceis. A Polícia Civil investiga o caso. É comum que cães de grande porte façam a segurança de chácaras e sítios.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!