in

Mulher mente que filha tem doença terminal para ganhar doações, mas punição chega logo e ela fica arrasada

Mãe usava dinheiro das doações para fazer viagens e comprar itens pessoais, mas dizia que era para filha que estava morrendo.

Lindsey Abbuhl/Julie Vennitti

Não são raros os pedidos de ajuda pelas redes sociais. No Brasil, especificamente, desde a chegada do PIX, esses pedidos surgem até em comentários de notícias e vídeos de humor. E assim acontece em todo o mundo.

Publicidade

Nos Estados Unidos, Lindsey Abbuhl usou a internet para afirmar que sua filha Rylee tinha uma doença terminal, que afetava seu sistema nervoso central, e que não lhe restava muito tempo de vida.

Com os apelos, Lindsey arrecadou cerca de US$4.500 (pouco mais de R$23 mil). De acordo com o jornal RT, Lindsey sustentou a mentira por três anos, e uma campanha de arrecadação foi criada em uma plataforma de vaquinhas online. O caso ganhou repercussão em alguns meios de comunicação, sobretudo da cidade de Ohio, onde ocorreram os fatos.

Publicidade

Jamie Abbuhl, pai de Rylee, começou a duvidar da triste história contada por Lindsey. De acordo com a mulher, os médicos se preocupavam que a menina de onze anos tivesse qualidade de vida nos meses que lhe restavam, que, segundo Lendsey, eram cerca de 2 meses.

Publicidade

Eventos esportivos com a renda revertida para Rylee foram realizados, gerando repercussão na imprensa local. Imagens dos eventos ganharam espaço nas redes sociais, inclusive de personalidades famosas.

Publicidade

A polícia começou a investigar e descobriu que a pequena Rylee nunca esteve doente. De acordo com as descobertas das investigações, Lindsey usou essa mentira por anos, para conseguir dinheiro e pagar suas viagens, a casa em que vivia e outros gastos pessoais.

Foram realizados alguns exames na garota, e diferentes médicos garantiram que não havia qualquer evidência que Rylee tinha algum problema de saúde. como o declarado pela mãe da garota.

A vida fácil de Lindsey, sustentada por doações, acabou e uma nova investigação foi aberta. Até a conclusão, ela perdeu a guarda da filha. A guarda poderá se tornar definitiva, se a Justiça assim o decidir ao término das investigações e processo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Guti M

Redator de entretenimento e curiosidades