in

Vacinação surte efeito e São Paulo registra queda no números de mortes por Covid-19

A queda no índice de óbitos é visível quando se comparado às mortes que ocorriam no mês de março, antes da vacinação.

Foto: Divulgação/Governo de São Paulo

Na manhã desta quarta-feira (14), o governador de São Paulo, João Doria, concedeu entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes e informou que o estado conseguiu abaixar a taxa de mortalidade da Covid-19 em 46% entre os meses de março e junho. A boa notícia se deve ao grande plano de vacinação criado por São Paulo e a eficiência do mesmo.

Publicidade

A segunda onda da pandemia assustou todo o Brasil e elevou o número de mortes em pouco tempo. Contudo, com o avanço da vacinação, a doença parece, aos poucos, estar sendo controlada. Em índice demonstrado pelo governo paulista, um percentual de 35% dos internados com Covid-19 em março vinham a óbito – esse índice abaixou para 19% no mês de junho. 

João Doria associou a queda da letalidade com os altos índices de cobertura vacinal. O governador afirmou que o índice entre os idosos acima de 70 anos é excelente, pois os mesmos já tomaram as duas doses do imunizante, o que resultou em uma queda direta na hospitalização e mortes nessa faixa etária. O governo paulista ainda informou que cerca de 68% da população do estado já foi imunizada com a 1ª dose.

Publicidade

O estado apresenta um índice razoável de internações, sendo que a taxa de ocupação das UTI’s na Grande São Paulo está em 60,18%. O secretário de Saúde do estado, Jean Gorinchteyn, afirmou que a cobertura vacinal entre os idosos de 70 a 89 anos é de 100%.

Publicidade

São Paulo já aplicou mais de 29 milhões de doses das vacinas contra a Covid-19. Dessa totalidade, um pouco mais de 21 milhões foram destinadas à 1ª dose e o restante para a 2ª dose. O estado de São Paulo já encontra cerca 16,43% da sua população totalmente imunizada.

Publicidade
Publicidade
Publicidade