in

Ex-aliado de Bolsonaro declara que o presidente está a beira de ter um ataque

O empresário Paulo Marinho foi importante aliado de Bolsonaro nas eleições de 2018.

Foto: Isac Nóbrega/PR

O empresário Paulo Marinho (PSDB), que entre os anos de 2017 e 2018 foi hospedeiro do Quartel General de campanha de Jair Bolsonaro a presidência nas eleições, afirmou que o presidente está à beira de ter um ataque de nervos. Para o empresário toda a preocupação de Bolsonaro advém das investigações da CPI da Covid que cada vez mais está apontando por uma negligência do presidente ao combate a pandemia.

Publicidade

Segundo Marinho, Bolsonaro já vem mostrando um tom derrotista em suas declarações sobre a suspeita de irregularidades na compra de vacinas. Paulo Marinho ainda declarou que caso o presidente não seja reeleito nas eleições de 2022 ele corre grandes riscos de ser preso por todas as investigações que estão em curso. “O capitão Bolsonaro vai enfrentar a Justiça. E arrisco dizer que vai ser preso pelos crimes que já cometeu e ainda vai cometer até final do mandato.”, declarou o empresário.

Marinho ainda declarou que Jair Bolsonaro está preparando um golpe para 2022. O empresário mencionou que o presidente acha que seus apoiadores tem força suficiente para derrubar a democracia brasileira, entretanto, ‘as milícias’ que acompanham o presidente não possuem tanta força.

Publicidade

O empresário disse que possui diversos acervos de vídeos inéditos de Bolsonaro. Para ele, o presidente possui grande dificuldade em sua comunicação e por diversas vezes se irritou por ter que gravar por diversas vezes o mesmo comercial de televisão.

Publicidade

Atualmente o empresário está trabalhando para a pré-candidatura à presidência de João Doria, atual governador do estado de São Paulo. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade