in

Jovem é diagnosticada com doença da ‘urina preta’ após comer peixe e vai para a UTI: ‘Não levantava a cabeça’

Kelly passou mal pouco tempo depois de ir a um restaurante de comida japonesa.

Metrópoles - NE Interior - Montagem

Mais um caso da Síndrome de Haff, popularmente conhecida como “doença da urina preta” foi registrado em solo nacional. Internada há duas semanas, a jovem Kelly Silva, de 27 anos, está lutando pela vida, e se encontra em um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em um hospital de Goiânia.

Publicidade

Residente em Goianésia, na região central do estado de Goiás, ela passou mal após ingerir comida japonesa em um restaurante, cujo o nome não foi revelado. O caso se deu no último dia 23 de junho. Na oportunidade, Kelly foi para o restaurante e pediram um prato que comumente comiam no local. 

Em poucas horas, Kelly acionou os familiares falando estar passando mal. Na sequência, ela começou a apresentar sintomas gastrointestinais, e posteriormente a urina mudou coloração e ela perdeu toda a força muscular. A jovem de 27 anos precisou ser carregada até o hospital do município, e teve que ser conduzida até à capital, onde foi para a UTI, em estado grave.

Publicidade

Desespero

Em entrevista ao portal G1, a mãe da jovem, Maria da Conceição, relatou que ela não tinha mais forças, apresentando paralisia geral, após a intensificação dos sintomas. 

Publicidade

“Nem a cabeça ela conseguia levantar, era uma fraqueza muito grande. Ela começou com sensação de desmaio e foi perdendo muita força. Ela foi carregada para o hospital porque não conseguiu ir com as próprias pernas”, lamentou a mãe de Kelly.

Publicidade

Diante da falha no funcionamento dos rins, em função dos efeitos da doença, Kelly tem sido submetida a sessões de hemodiálise diariamente para auxiliar na filtragem do sangue. Segundo os familiares, o estado dela é grave, mas há resposta significativa no tratamento. 

Publicidade
Publicidade