in

Pai de Henry Borel posta comovente mensagem ao filho e diz que buscará Justiça: ‘Mãos que derramaram sangue’

O engenheiro usou as redes sociais para falar sobre a saudade que sente do filho, morto em março deste ano.

Instagram | Leniel Borel

Leniel Borel, pai do menino Henry Borel, usou as redes sociais na última quarta-feira (7), para fazer um desabafo sobre a saudade que sente do filho e afirmar que buscará Justiça. Henry faleceu em março deste ano enquanto estava na companhia da mãe, Monique Medeiros, e do padrasto, Jairo Souza. De acordo com o laudo pericial realizado, a criança sofreu diversas lesões por ações violentas.

Publicidade

Monique e Jairo foram presos por homicídio qualificado e aguardam julgamento. Ambos negam que tenham participado da morte do menino. Leniel Borel entrou com um pedido na Justiça para atuar como assistente de acusação no processo, o que foi deferido pelas autoridades. O engenheiro comoveu com um desabafo na web na última quarta (7).

O pai de Henry afirmou que cada dia é uma nova batalha para sobreviver à saudade do filho e que as mentiras dos responsáveis por sua morte não prevaleceriam. Recentemente, a defesa do vereador Jairo Souza entrou com um pedido de revogação de sua prisão. O documento ainda será analisado pela juíza responsável pelo caso.

Publicidade

Através de seu perfil no Instagram, Leniel garantiu que os culpados seriam responsabilizados. “Mãos que derramaram sangue inocente ainda permanecem em autodefesa, com mentiras e indiferença do brutal assassinato que cometeram quatro meses atrás“, desabafou o engenheiro se referindo à ex-mulher e ao vereador Jairo Souza.

Publicidade

Publicidade

O parlamentar teve o mandato de vereador cassado nas últimas semanas. A tese da defesa de Jairinho também tenta desqualificar as afirmações de Monique Medeiros. A mãe de Henry afirma que viveu em um relacionamento abusivo e era agredida pelo ex-companheiro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade