in

Auxílio Emergencial: governo oficializa a nova prorrogação; número de parcelas e detalhes são revelados

Benefício teve seu retorno oficializado no primeiro semestre deste ano e será novamente prolongado.

Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Auxílio Emergencial terá uma nova prorrogação. De volta em 2021, o programa, que vem contemplando os brasileiros com quatro parcelas, será esticado até o mês de outubro. A oficialização sairá nesta terça-feira (6), no Diário Oficial da União (DOU), conforme sinalizou a Secretaria-Geral da Presidência.

Publicidade

Nesta tarde, o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que viabiliza a continuidade do benefício por mais três meses. Além disso, foi editada uma Medida Provisória (MP), que proporciona a abertura de crédito extraordinário para custar os pagamentos extras do Auxílio Emergencial.

No último mês, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o custo mensal do Auxílio ficou fixado em R$ 9 bilhões. O valor médio das cotas pagas aos brasileiros é de R$ 250, com valores oscilando entre R$ 150 a R$ 375. 

Publicidade

Passo a passo

Criado em abril de 2020 logo após a pandemia do coronavírus ser disseminada, impactando milhares de brasileiros, o Auxílio Emergencial teve a sua primeira versão com pagamento de cinco cotas no valor de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família.

Publicidade

Posteriormente, o benefício recebeu uma nova prorrogação, contemplando mais quatro cotas para milhares de brasileiros, mas com valores sendo reduzidos em 50%. 

Publicidade

Desde o término previsto do pagamento do benefício no final de dezembro de 2020, parlamentares iniciaram uma movimentação para garantir a retomada do programa. O governo federal, que por vezes, chegou a relutar com a ideia, acabou cedendo, e o Auxílio Emergencial foi repaginado, enxugando não só os valores, mas também o número de pessoas atendidas pelo programa, que foi reduzido em mais de 20 milhões de pessoas.

Publicidade