in

Áudios revelam que Bolsonaro estaria envolvido em rachadinha: 27 anos de esquema

Áudios recebidos por jornalista revelam possível envolvimento de Bolsonaro em rachadinha.

Reprodução/Catraca Livre

De acordo com a jornalista do UOL, Juliana Dal Piva, supostos áudios da ex-cunhada de Jair Bolsonaro (sem partido), Andrea Siqueira, revelam um possível recolhimento de parte dos valores dos salários de seus assessores em esquema de rachadinha. Também é denunciado que o presidente teria demitido o irmão de Andrea por se recusar a devolver todo o valor devido e que ele mesmo seria o responsável pelas cobranças.

Publicidade

Acusação de rachadinha de família Bolsonaro

As gravações recebidas pela jornalista, caso sejam confirmadas, configuram esquema de rachadinha pela família do presidente Jair Bolsonaro. O esquema denunciado teria acontecido entre os anos de 1991 até 2018, nos quais seus assessores devolveriam a maior parte do salário recebido durante os supostos 27 anos de desvio irregular.

A denúncia realizada se passa enquanto Bolsonaro era deputado federal e colocaria o presidente não só como participante, mas como o responsável por cobrar as devoluções indevidas dos nomeados em seu gabinete.

Publicidade

Família Bolsonaro teria demitido assessor por não devolver valores

Segundo áudio da ex-cunhada, seu irmão, André, não devolvia os valores cobrados por completo. Ele devolvia cerca de 2 a 3 mil reais, sendo que o valor integral seria aproximadamente de 6 mil reais. Por não cumprir com o combinado, seu irmão teria sido demitido pela família Bolsonaro

Publicidade

Ainda de acordo com os áudios, pode ser ouvido que Andrea afirma que o presidente disse que, ao ter problemas com André, ele se irritou e afirmou poder tirar o assessor que nunca devolvia o dinheiro certo.

Publicidade

Publicidade
Publicidade