in

Brincadeira termina em tragédia e 3 crianças morrem carbonizadas; mãe ficou desesperada

Caso aconteceu na zona norte da cidade de São Paulo, nesta sexta-feira (2).

Reprodução Record TV

Três crianças morreram em um incêndio ocorrido em casa localizada na Vila Guilherme, Zona Norte de São Paulo, nesta sexta-feira (2). Duas crianças tinham 2 anos e a mais velha tinha 5. Tudo aconteceu de forma muito rápida. A mãe de duas das crianças estava no local, mas não teve tempo de fazer nada.

Publicidade

De acordo com informações da Record TV, o incêndio teria sido provocado pelas próprias crianças. Enquanto brincava, elas teriam colocado fogo em um pedaço de papel. Rapidamente, o incêndio se alastrou pela casa e elas não conseguiram sair do local.

Uma vizinha contou ao programa Cidade Alerta, da Record TV, que ouviu explosão e gritos, além do cheiro de queimado. A mulher também afirmou que ouviu os bombeiros chegando. “Eu vi a mãe gritando desesperadamente na rua”, disse ela. No total, 17 viaturas do Corpo de Bombeiros foram ao local para ajudar nos trabalhos.

Publicidade

No momento do incêndio, havia um carro na garagem. O veículo foi retirado às pressas para evitar que explodisse devido ao combustível. Quando os bombeiros apagaram o incêndio, encontraram os corpos de dois irmãos e de uma terceira criança. Elas não conseguiram sair da casa em chamas.

Publicidade

Na casa, moravam duas famílias bolivianas. De acordo com a Defesa Civil, o imóvel corre o risco de desabar porque há estruturas de madeira, o que colaborou para que o incêndio se espalhasse de maneira tão rápida. Não foram divulgadas informações sobre velório e enterro do corpo das crianças nem onde as famílias ficarão já que praticamente perderam suas casas. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!