in

Adolescente perde a mãe para a Covid e só pode abraçar o pai no enterro; cena comove

Tio da adolescente de 14 anos contou detalhes do enterro da irmã, vítima da Covid aos 45 anos.

Arquivo pessoal Maurício Andrade

Daniela de Sá Andrade, de 45 anos, foi mais uma vítima da Covid-19 no Brasil. O país registra mais de 515 mil mortes em decorrência da doença causada pelo coronavírus e ocupa a segunda posição no ranking de óbitos em todo o planeta, atrás apenas dos Estados Unidos.

Publicidade

A história da morte de Daniela é uma das milhares causadas pela Covid-19. A mulher deixou marido e filha de 14 anos. Os detalhes foram contados pelo irmão, em entrevista ao portal G1, e chamam a atenção para a dor que esta doença causa em muitas famílias.

Daniela testou positivo para a Covid-19 em uma segunda-feira. Na sexta-feira ela deu entrada no hospital, voltou para casa, passou mal e retornou à unidade de saúde onde morreu horas depois. Tudo aconteceu muito rápido. O marido e a filha estão cumprindo quarentena, por causa do risco de contágio da Covid, e é daí que surge uma cena comovente.

Publicidade

Maurício de Sá contou que, no enterro da irmã, não pôde abraçar a sobrinha. “Nós não podíamos abraçar a minha sobrinha, e foi muito desesperador ver ela no enterro gritando, só com o pai dela ao lado. Ninguém podia dar um abraço, por causa da Covid, então, foi mais difícil ainda”, disse o homem.

Publicidade

Publicidade

Na foto acima, aparecem o marido de Daniela, Maurício, Daniela e a adolescente de 14 anos. Coordenadora pedagógica em Cubatão, interior de São Paulo, Daniela já havia recebido a primeira dose da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19. A imunização só está completa, porém, ao receber a segunda dose. A única vacina com dose única é da Johnson&Johnson.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!