in

Jovem desabafa sobre amputação após médicos confundirem dor do crescimento com câncer: ‘Estou bem desesperado’

Apesar de ter um calombo no cotovelo e o braço inchado, os médicos confundiram a doença com dor do crescimento.

G1

Lucas Andrade Rizzo, o jovem de 16 anos, viu sua vida mudar completamente nos últimos meses. Após ter descoberto um câncer nos ossos, ele revelou a saga que teve até o diagnóstico da doença. Durante uma entrevista concedida ao portal de notícias G1, ele revelou que chegou a ir várias vezes ao hospital, porém o tumor somente foi descoberto pelos profissionais há dois meses.

Publicidade

O adolescente relatou que os sintomas começaram há seis meses, mas os médicos confundiram dor do crescimento com câncer nos ossos. Tudo começou quando percebeu que havia um calombo crescendo próximo do seu cotovelo. Os médicos diziam que ele estava desenvolvendo fisicamente fora do padrão e por esse motivo as dores estariam relacionadas ao crescimento.

Inclusive, Lucas disse que chegou a fazer uma radiografia, mas foi informado que não tinha nada errado, apesar dele estar com o braço muito inchado e um calombo no cotovelo. Após a realização de uma biópsia, o diagnóstico foi de osteosarcoma, um tumor maligno que atinge os ossos.

Publicidade

Adolescente desabafa sobre amputação

Depois de ter ficado sentindo dor por meses, Lucas descobriu que vai ser necessário fazer a amputação do braço. Infelizmente, o câncer foi descoberto em um estágio muito avançado e não há chances de recuperar o membro. Ele acredita que se tivesse tratado no começo poderia ter um resultado diferente.

Publicidade

“Sinto um pouco dos dois [preocupação e alívio]. Estou feliz porque, finalmente, isso tudo vai acabar, depois, eu só vou precisar fazer a quimioterapia. Mas ninguém quer perder o braço. Já pesquisei próteses, mas é bem caro. Por um lado, eu estou bem, e por outro, estou bem desesperado”, desabafou.

Publicidade

Segundo informação da Sociedade Brasileira de Cancerologia, o tumor nos ossos representa 2% das patologias oncológicas do país. Geralmente, esse tipo de câncer costuma afetar os ossos dos braços, coluna, coxas e bacias.

Publicidade
Publicidade
Publicidade