in

Já sentiu pontadas no coração? Conheça quais são as principais causas que levam a essa sensação

Caso esse problema ocorra regularmente, é recomendável procurar ajuda de um médico.

Melhor com Saúde

Provavelmente, você já tenha sentido aquela sensação de ter uma fisgada no peito. A sensação de pontadas no peito pode gerar grandes preocupações na maioria das pessoas, por ser um órgão de grande importância, esse artigo irá relatar alguns possíveis sinais de alerta que se deve ter no dia a dia.

Publicidade

O coração é o órgão do corpo que mais trabalha, seus batimentos cardíacos ocorrem cerca de 115 mil vezes no dia, até mesmo quando se está descansando o coração permanece firme em seu trabalho fazendo o bombeamento do sangue para o corpo todo.

Apesar do funcionamento parecer perfeito o sistema cardiovascular pode ter variações que podem afetar o órgão, entre elas a sensação de pontadas no peito, sendo esse um possível sinal de que há algo errado no corpo ou também pode não ser nada.

Publicidade

Estresse, ansiedade

Uma sensação desagradável como uma pontada de agulha, as causas podem ser as mais variadas, podendo delas ser estresse ou ansiedade. É necessário procurar a ajuda de um médico, porém algumas dicas podem auxiliar a melhorar o sintoma: sentar e utilizar técnicas de respiração, baseando na inspiração e expiração.

Publicidade

Hiperatividade

Quando se tem um aumento da frequência cardíaca o corpo humano tende a respirar de forma mais intensa, e isso pode ocasionar no sentimento de pontadas no peito. A prática de exercícios físicos ou a realização de esforço de forma excessiva podem provocar essa sensação. Neste caso, procure diminuir o ritmo da atividade para alívio dos sintomas.

Publicidade

Arritmias

Esse processo chamado arritmia pode levar a uma alteração do ritmo cardíaco, em que o ritmo cardíaco pode ser maior o menor que os normais níveis, causando possíveis pontadas fortes.

Pericardite

A doença provoca uma inflamação no pericárdio, que é a camada que envolveu o coração. O pericárdio é responsável por armazenar líquidos que lubrificam o coração amenizando o atrito, limita os movimentos, distribui a pressão presente no coração e isola o órgão evitando possíveis infecções no local. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade