in

Mulher que foi encontrada morta ao lado do marido fez post ao filho horas antes: ‘Te amo meu filhinho’

Garoto de 12 anos foi responsável por ligar para o Corpo de Bombeiros após encontrar pais mortos.

Redes Sociais

Encontrada sem vida ao lado do marido, a administradora de empresas Janaína Castro Souza Pourchet, de 44 anos, fez uma publicação de declaração de amor ao filho de 12 anos pouco antes de morrer. O garoto presenciou a cena dos pais mortos e foi responsável por ligar para uma equipe do Corpo de Bombeiros para pedir socorro.

Publicidade

O caso foi registrado na noite da última quinta-feira (24), em um apartamento no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. No post em questão, Janaína printou uma conversa com o filho.

“Mãezinha, agradeço tanto por ter você” Não filho. Eu e que agradeço!!! Eu agradeço!!! Te amo infinito”, iniciou a administradora. 

Publicidade

“Ele me contou que pegou o ‘tel’ do menino e que mandou a seguinte mensagem: desculpa pelas palavras mãe, estou esperando e a mãe respondeu: te amo meu filhinho”, escreveu Janaína, em seu perfil no Instagram. 

Publicidade

O caso

Janaína e o esposo Ulysses Carlos Pourchet, de 45 anos, foram encontrados sem vida no apartamento, com marca de tiro na cabeça. A Polícia Civil investiga o caso para saber se o homem, que trabalhava como policial no Aeroporto do Rio, tirou a vida da companheira e na sequência se suicidou. 

Publicidade

Aos investigadores, o filho do casal ouviu os pais brigando um pouco antes dos disparos. No Instituto Médico Legal (IML), a cunhada de Janaína, Letícia Souza, disse que os dois não apresentavam ter nenhum tipo de desavença e tinham um relacionamento tranquilo, fato que pegou todos de surpresa quando a notícia da morte de ambos veio à tona.

Acompanhando o caso, a Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro já fez algumas oitivas com testemunhas. O filho do casal esteve entre as pessoas ouvidas. Até o fechamento desta matéria, não havia maiores informações acerca da realização dos sepultamentos das vítimas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade