in

Corpo de padre morto por Covid é velado com caixão aberto, e fiéis recebem alerta

O padre Fernando Antônio Silva de Souza morreu por complicações da Covid, aos 37 anos.

Reprodução Arquidiocese de Vitória

O padre Fernando Antônio Silva de Souza, de 37 anos, morreu por complicações causadas pela Covid-19 na tarde da última segunda-feira (21). O padre estava internado em um hospital de Vitória, capital do Espírito Santo, desde o dia 31 de maio.

Publicidade

Nas redes sociais da arquidiocese de Vitória, muitos fiéis lamentaram a morte do jovem pároco. Muito querido, o corpo do padre Fernando Antônio foi velado na Paróquia de Jucutuquara e na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Viana, cidade onde o religioso foi enterrado nesta terça-feira.

O velório contou com a presença de dezenas de padres e muitos fiéis. O detalhe que chamou a atenção é que o caixão estava aberto, contrariando nota técnica da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre velórios de vítimas da Covid.

Publicidade

Entre outras normas sanitárias, o caixão deve ser lacrado, evitando qualquer contato com o morto. Nas redes sociais, a Arquidiocese afirmou que não existia mais o perigo de contágio quando o padre morreu. “O paciente já estava fora do isolamento por ocasião da morte”, informou laudo assinado pela médica Juliana Cosme.

Publicidade

Publicidade

Fiéis que compareceram a velório são orientados

A Secretaria de Saúde do Espírito Santo (Sesa) orientou as pessoas que foram ao velório do padre Fernando Antônio a fazerem exame RT-PCR depois de 72 horas da presença na despedida do pároco. O objetivo é identificar se a pessoa que foi ao velório foi contaminada pelo coronavírus. A Sesa também verificará quais eram as condições de saúde do padre Fernando Antônio antes da morte. Após isso, emitirá parecer.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!