in

Mulher que teria dado à luz 10 bebês é detida pela polícia e fortes revelações vem à tona

Caso vem sendo apurado pelas autoridades da África do Sul e percorreu o mundo inteiro pelas redes sociais.

FOTO: THOBILE MATHONSI/ANA/REPRODUÇÃO - ND MAIS

Na última semana, o caso de Gosiame Thamara Sithole, de 37 anos, percorreu os quatro cantos do mundo nos noticiários e redes sociais. Segundo informações do jornal Pretoria News, ela teria dado à luz 10 bebês em um hospital da capital sul-africana, fato que se concretizado, entra para o Guinness Book.

Publicidade

A grande questão é que passados 10 dias do suposto nascimento das crianças não há nenhum registro de hospitais comprovando o caso, situação esta impulsionou o surgimento de rumores de que a gravidez poderia ser falsa. 

Segundo o jornal Daily Star, o suposto pai dos bebês não acredita que a namorada teve os filhos. A mulher estava com status de desaparecida até esta madrugada, quando acabou sendo detida por policiais. Responsável por trazer a história dos décuplos à tona, o jornal Pretoria News informou que Gosiame foi detida e mantida contra à sua vontade, negando ainda que ela tivesse acesso à sua representação legal. 

Publicidade

O periódico destacou que ela foi pega pela polícia na casa de um familiar e conduzida para delegacia em Chloorkop. A operação foi motivada após o companheiro dela, Thebogo Tsotetsi informar às autoridades o desaparecimento de Gosiame, uma vez que ele não tinha mais conhecimento de onde ela estava desde o último dia 7 de junho, quando ela foi internada para o suposto parto. 

Publicidade

E os bebês

Na publicação em que informa a detenção de Sithole, o Pretoria News não fala em nenhum momento sobre a veracidade do nascimento das dez crianças. 

Publicidade

Na última terça-feira (15), Tsotetsi publicou um comunicado pedindo desculpas e afirmou que sua família “concluiu que não há décuplos”. A unidade hospitalar onde Gosiame foi levada não confirmou o nascimento das crianças. O caso vem sendo apurado pelas autoridades locais e pelo Guinness Book. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade