in

Justiça toma decisão sobre rapaz que matou estudante a facadas dentro de shopping no Rio

Crime foi registrado no início do mês em um centro comercial de Niterói e causou perplexidade.

REPRODUÇÃO RECORD TV

Pouco mais de duas semanas do crime cometido pelo jovem Matheus dos Santos da Silva, que matou a colega de curso Vitórya Melissa Mota no interior do Plaza Shopping, em Niterói (RJ), o Ministério Público do Rio de Janeiro ofereceu denúncia contra o autor da ação.

Publicidade

Matheus foi denunciado pelo crime de feminicídio triplamente qualificado, após decisão do promotor de Justiça da 3ª Vara Criminal de Niterói, definindo que o crime foi praticado por motivo torpe, por meio cruel e de modo que dificultou a defesa da vítima. 

No documento de oferecimento da denúncia, o MPRJ destaca ainda que Matheus e Vitórya eram colegas de classe em um curso de enfermagem, e que o acusado já tinha manifestado sentimento romântico pela jovem, que não correspondia, e tentava se afastar dele. 

Publicidade

Frieza

No dia 2 de junho, Matheus e Vitórya estavam na praça de alimentação do Plaza Shopping. Em imagens flagradas pelas câmeras de segurança, a jovem, que trabalhava no espaço comercial, estava lanchando enquanto Matheus permaneceu em pé, conversando com ela.

Publicidade

Quando Vitórya tenta se levantar, o acusado a surpreende aplicando diversos golpes de faca. A vítima sequer consegue reagir, ficou agonizando até chegada de socorro e acabou não resistindo aos ferimentos. Matheus foi contido por seguranças do shopping, e, posteriormente entregue à Polícia Militar. O jovem havia comprado a arma do crime minutos antes de atacar Vitórya. Em seu primeiro depoimento aos investigadores, o rapaz ficou calado, e fez uso do direito de manter silêncio.

Publicidade

Segundo testemunhas, ele tem perfil de pouca comunicação e fala com tom de voz muito baixo, sendo na maioria das vezes difícil compreender o que ele diz. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade