in

Choro, dor e pedido de justiça: família morta pelo serial killer do DF é sepultada

Pai, mãe e dois filhos foram vítimas de Lázaro Barbosa no dia 9 de junho.

Reprodução Jornal de Brasília

O velório e enterro da família Vidal, morta pelo serial killer do Distrito Federal na cidade de Ceilândia (DF), no dia 9 de junho, foi marcado pela dor. O enterro aconteceu na manhã da segunda-feira (14). Pai, mãe e filhos foram vítimas de Lázaro Barbosa, o maníaco que aterroriza o DF e o Entorno há alguns dias.

Publicidade

No dia 9, ele invadiu a casa da família Vidal no Incra 9. Cláudio Vidal, de 48 anos, e os filhos, Gustavo Marques, de 21, e Carlos Eduardo Marques, de 15, foram mortos no local. Cleonice foi levada refém e o corpo dela foi encontrado três dias depois.

Lázaro invadiu a casa armado e não deu qualquer chance de a família se defender. O criminoso levou Cleonice e ela foi encontrada morta, com cabelo e orelhas cortadas, sem roupa e de fralda. Lázaro é acusado de fazer parte de uma seita satanista.

Publicidade

Na segunda, os corpos de Gustavo e Carlos Eduardo foram enterrados em sepultura conjunta às 10h30. Vinte minutos depois, foi a vez de os corpos de Cleonice e Cláudio serem sepultados, também juntos. O clima era de muita comoção entre as pessoas que acompanharam o velório e enterro. 

Publicidade

Estiveram presentes cerca de 80 pessoas, entre familiares, vizinhos e amigos da igreja que a família frequentava. O clamor no local era por justiça. Vando Rodrigues de Amorim, de 54 anos, irmão de Cleonice afirmou que a família era simples e feliz, sem inimizade com ninguém. “Vão deixar saudade na gente. O que todos gostaríamos é que achassem esse maníaco e que fosse feito justiça”, disse em entrevista ao Correio Braziliense.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!