in

Esposa de serial killer diz que ele pregava a palavra no presídio: ‘Tinha uma fé em Deus muito grande’

Em entrevista exclusiva, a jovem de 19 anos se disse surpresa com o comportamento de Lázaro.

G1 | Divulgação | Montagem Ingrid Machado

Na última quarta-feira (16), a Polícia Civil de Goiânia realizou buscas na casa de Lázaro Barbosa de Souza, procurado por ter assassinado quatro pessoas da mesma família no DF. O serial killer invadiu chácaras e fazendas na região levando medo e pânico à população local. No momento, o criminoso segue foragido.

Publicidade

De acordo com o site G1, materiais relacionados à bruxaria e rituais satânicos foram encontrados no local. A polícia acredita que Lázaro sequestrou uma família na última terça-feira (15), para realizar um desses rituais. Graças aos esforços dos agentes, os reféns foram salvos.

Uma jovem que não teve a identidade revelada, concedeu entrevista ao Jornal Correio Braziliense na última quarta-feira (16). A mulher de 19 anos se diz companheira de Lázaro, com quem teria uma filha de apenas dois anos de idade. A jovem afirmou que todos estão surpresos e arrasados com o comportamento do homem, e disse não acreditar que ele faça parte de rituais satânicos.

Publicidade

Não acredito em nenhum ritual. Ele tinha uma fé em Deus muito grande, foi até pregador da palavra no presídio. Eu só vou acreditar que ele se envolveu mesmo nisso quando ele for pego e falar”, disse a jovem, que ainda revelou temer pela vida de Lázaro.

Publicidade

O casal teria se conhecido através de uma tia do criminoso e estariam juntos há pelo menos quatro anos. A jovem contou que a filha de Lázaro tem chamado pelo pai, por quem seria muito apegada. As polícias do DF e de Goiânia tentam fechar o cerco ao criminoso há mais de uma semana.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade