in

Quem são as 4 pessoas da mesma família mortas por serial killer no DF; detalhes impactam

Lázaro Barbosa matou casal e dois filhos; corpo da mulher foi encontrado três dias depois.

Reprodução JC Online

Lázaro Barbosa, de 32 anos, está sendo procurado por mais de 300 homens da polícia do Distrito Federal e Goiás. Ele é suspeito de ter matado quatro pessoas da mesma família no dia 9 de junho, em Ceilândia (DF). Este não foi o primeiro caso envolvendo o serial killer. Nem o último.

Publicidade

Antes do crime cometido no dia 9, o suspeito acumulava outros crimes, com prisões e fugas da cadeia em três oportunidades. Depois de assassinar a família, o homem segue em uma onda de violência por onde passa. Pessoas já foram feitas reféns, homens foram baleados e carro foi queimado.

Nesta quarta-feira (16), a polícia entrou no oitavo dia em busca de Lázaro. A força-tarefa conta com homens fortemente armados que estão fazendo barreiras em rodovias e entrando mato a dentro para encontrar o criminoso. Lázaro é chamado de “psicopata” por laudo emitido na Papuda, em 2013.

Publicidade

Publicidade

Serial killer matou família no DF


Lázaro Barbosa invadiu a casa de um família no Incra 9, em Ceilândia, no dia 9 de junho. No local, usando arma de fogo e faca, ele matou Cláudio Vidal, de 48 anos, e os dois deles dele, Gustavo Marques Vidal, de 21 anos, e o menor Carlos Eduardo Marques Vidal, de 15.

Publicidade

Do local, ele fugiu levando Cleonice Marques, de 43, como refém. A mulher conseguiu ligar para um irmão. O corpo dela foi encontrado três dias depois. Cleonice estava sem roupa, de fralda e com o cabelo e a orelha cortados. Lázaro teria ligações com o satanismo e sua fuga da polícia tem chamado a atenção de muita gente. Os moradores da região onde os crimes aconteceram torcem por sua prisão.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!