in

Criminóloga alerta sobre Serial Killer que vem provocando terror: ‘Não está brincando, vai atirar para matar’

Homem de 32 anos é procurado de forma intensa por mais de 200 policiais do DF e GO.

EXTRA/G1/MONTAGEM: HIGOR MENDES

Mobilizados em uma força-tarefa, policiais do Distrito Federal e Goiás seguem na caçada por Lázaro Barbosa Sousa, de 32 anos, autor de uma chacina no início do mês e que vem promovendo terror na área rural dos dois estados. Lázaro é suspeito de ter matado quatro pessoas de uma mesma família em uma chácara em Ceilândia, na capital federal, e desde então está foragido da Justiça, cometendo outros crimes. 

Publicidade

As buscas pelo criminoso já estão no oitavo dia, com alguns rastros e uma troca de tiros, que acertou um policial no rosto de raspão. 

Em entrevista ao portal G1, a criminóloga e escritora Ilana Casoy destaca que Lázaro “precisa ser parado” imediatamente, pois tem um perfil que evidencia não ter nada a perder. 

Publicidade

“Agora ele é um cara em fuga. Ele não está brincando, claro que ele vai atirar para matar. Temos que fazer perguntas neste momento, e não dar as respostas”, disse Casoy, que escreveu o roteiro de Suzane von Richtofen, e é especialista em serial killers. 

Publicidade

Crimes

Supostamente ligado a rituais satânicos e bruxaria, Lázaro Sousa invadiu uma propriedade no último dia 9 de junho e matou três pessoas no local (pai e dois filhos) e ainda sequestrou e matou a mãe dos meninos, Cleonice Marques de Andrade, de 43 anos, cujo corpo foi encontrado em um córrego da região, três dias após o primeiro ataque. 

Publicidade

Nos últimos dias, Lázaro efetuou diversos assaltos a propriedades rurais do Distrito Federal e Entorno, deixando três pessoas feridas. Mais de 200 policiais estão envolvidos na operação para prender o criminoso, que já revelou ter o objetivo de fazer o máximo de vítimas possível. Na residência onde ele morava com a mãe, a polícia encontrou diversos itens de rituais satânicos. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade