in

Médico canta para paciente com Covid-19 horas antes dela morrer e vídeo emociona: ‘olhos marejados’

Paciente tinha poucas horas de vida, segundo equipe médica, e acabou se emocionando com homenagem.

G1

Profissional de medicina no Hospital Regional de Corrente, no Piauí, o jovem Matheus Rocha, de 24 anos, protagonizou uma cena emocionante que tem viralizado e comovido muita gente nas redes sociais. Nas imagens gravadas, o médico aparece cantando dentro da unidade hospitalar para uma paciente com Covid-19 e estava em seus últimos momentos.

Publicidade

Para confortá-la, o médico se sentou ao lado dela e começou a cantar a versão da cantora Patrícia Souza para a música “Hallelujah”, sucesso na voz de Leonard Cohen. O momento foi registrado por uma fisioterapeuta que estava no quarto.

De acordo com o médico, a paciente de pouco mais de 60 anos, acabou se emocionando e até tentou cantar junto com ele. Na sequência, o profissional da saúde cantou mais algumas músicas, até que a paciente dormiu.

Publicidade

Em um intervalo de 12 horas, durante a madrugada do último sábado (11), a mulher acabou não resistindo e veio a óbito.

Publicidade

Situação crítica

Em entrevista ao portal G1, o médico Matheus Rocha afirmou que o quadro clínico da paciente era gravíssimo e tido como irreversível pela equipe médica que monitorava o caso, com expectativa de óbito nas horas seguintes, fato que acabou ocorrendo.

Publicidade

“A psicóloga do hospital havia passado o dia inteiro com ela, porque ela tinha perdido um familiar dias antes. Então, ela estava muito abalada, chorosa, e a situação física dela estava deteriorando”, disse o profissional de saúde. 

Para Matheus, o gesto de cantar para a paciente foi uma forma de aproximar dela em uma situação tão delicada e angustiante: “Foi muito emocionante. Ela ficou com os olhos marejados, cantou junto, teve sua experiência com o Divino”, completou o médico. 

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura, a cidade de Corrente acumula 2.035 casos de infecção da Covid-19 e 32 óbitos provocados pela doença. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade