in

Presidente da CPI da Covid faz duras críticas ao comportamento de Bolsonaro: ‘ridiculariza o Brasil’

Omar Aziz comentou sobre a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) em uma entrevista e não poupou críticas ao presidente.

Reprodução/Divulgação/Revista Forum

O presidente da CPI da Covid no Senado, Omar Aziz (PSD-AM), criticou a conduta do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) em meio à pandemia da Covid-19. O senador disse que questionamentos do chefe do Executivo a respeito da eficácia de vacinas, das medidas de proteção como, por exemplo, o uso de máscara e o isolamento social, acabam ridicularizando o Brasil perante o resto do mundo. E mais, Aziz ainda ressalta que não tem como encarar tal situação como uma mesa de bar.

Publicidade

De acordo com informações passadas pelo senador em entrevista à Reuters, há indícios suficientes para afirmar terem sido cometidos crimes sanitários e contra a vida. Além disso, Aziz ainda ressalta que algumas pessoas que antes prestaram depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) agora devem passar a serem investigadas no processo.

Aziz aproveitou a entrevista para fazer um apelo a Bolsonaro ressaltando que presidente é o chefe de uma nação. Diante disso, o senador diz que a nação brasileira não pode ser ridicularizada pelos demais países. Por isso, Aziz ressalta que o atual comportamento do presidente “ridiculariza o Brasil, os brasileiros”.

Publicidade

Uma das condutas que Aziz aconselha o presidente mudar é o fato dele ainda não ter se vacinado contra a Covid-19. Para o senador, Bolsonaro precisa tomar o imunizante, para assim, dizer a população que “isso que te protege”.

Publicidade

Aziz ainda chega a comparar Bolsonaro com outros líderes dizendo que o chefe do Executivo tinha que ser como Joe Biden, Vladimir Putin e como foi Boris Johnson, primeiro ministro da Inglaterra.

Publicidade
Publicidade
Publicidade