in

Motoristas de aplicativo se recusaram a socorrer jovem que morreu durante noite de núpcias em BH

De acordo com o companheiro da jovem, eles estariam mantendo relações íntimas quando ela começou a se sentir mal.

Matheus Ferrero / Unsplash

Na noite da última quinta-feira, 10, uma jovem de 18 anos morreu durante a sua noite de núpcias. O caso aconteceu na cidade e Ibirité, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Publicidade

De acordo com informações passadas pela Polícia Militar (PM), a jovem estava mantendo relações íntimas com o companheiro quando começou a passar mal.

Diante do ocorrido, o homem pediu ajuda aos vizinhos. A princípio, inclusive, um carro por aplicativo chegou a ser chamado, contudo, o motorista teria se recusado a levam a jovem até uma unidade hospitalar. Com a recusa do motorista, novamente o homem tentou acionar um motorista por aplicativo, que o orientou a acionar o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Publicidade

Segundo o médico responsável pelo atendimento da mulher, ela acabou sofrendo uma parada cardiorrespiratória, chegou a ser intubada, no entanto, não resistiu. Vale ressaltar que não houve nenhum indício de violência.

Publicidade

Ainda de acordo com informações divulgadas pelo portal de notícias G1, o Samu demorou mais de uma hora para chegar até o bairro Serra Dourada, e assim atender a jovem. De acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde de Contagem o Samu recebeu a ocorrência às 19h32.

Publicidade

De acordo com informações divulgadas pela secretaria através de nota, durante a triagem médica, a pessoa que ligou pedindo a unidade acabou cancelando a ocorrência afirmando que levariam a jovem por meios próprios. Depois disso, às 19h45, eles teriam entrado novamente em contato e após passarem mais detalhes do que havia acontecido uma ambulância foi destinada até o local. “Chegou ao local em 21 minutos”, esclareceram.

Publicidade
Publicidade