in

Grávida que deu à luz 10 bebês faz súplica comovente após parto: ‘eu apelo ao público para me ajudar’

Mulher já havia dado à luz gêmeos em sua primeira gestação; gravidez pode entrar para o Guiness.

New York Post - Divulgação

Uma mulher de 37 anos deu à luz 10 bebês na noite da última segunda-feira (7), em Pretória, capital da África do Sul. A informação foi confirmada pelo site Pretoria News. Se constatado o nascimento dos dez bebês, a sul-africana entrará para o Guiness Book, como a gestante com o maior número de filhos na história, superando Malian Halima Cissé, que deu à luz nove bebês, em maio deste ano. 

Publicidade

Identificada como Gosiame Thamara Sithole, a mulher havia recebido a reportagem do Pretoria News para uma entrevista semanas antes de dar à luz, e solicitou que o material só fosse liberado após ela dar à luz. Os bebês – sete meninos e três meninas – vieram ao mundo após 7 meses e uma semana de gestação. 

No início da gestação, os médicos indicaram que Gosiame estaria grávida de sêxtuplos. Contudo, o número depois aumentou para oito bebês, e somente no momento do parto que os profissionais descobriram a presença de mais dois bebês. 

Publicidade

Apelo

Na entrevista, Sithole, que já era mãe de gêmeos informou que havia esgotado todas as suas economias pelo fato de ter se afastado do trabalho em função da gestação atípica. O marido dela, Tsotesi, está desempregado, e diante desta situação, o casal faz um apelo por ajuda para angariar fundos que possam auxiliá-los neste desafio atípico de criar 12 crianças. 

Publicidade

“Eu apelo ao público para me ajudar da maneira que puderem. Qualquer um que tenha qualquer coisa eu gostaria. Estou contando com minha sogra agora. Ela é velha, vive de sua pensão de velhice e tem netos. Também precisarei de pessoas que possam se voluntariar para me ajudar a criar as crianças – ajudantes”, disse a mulher na entrevista ao Pretória News. 

Publicidade

De acordo com o Pretoria News, o pai das crianças designou um porta-voz da família para ficar responsável pela organização das doações públicas em nome do casal. O estado de saúde dos bebês não foi revelado. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade