in

Justiça condena segurança que expulsou mulher trans de banheiro de shopping; vídeo mostra a cena

Mulher trans foi retirada do banheiro enquanto fazia necessidades fisiológicas. Caso de preconceito causa revolta.

Nildo Correia / Instagram

Foi condenado pela Justiça o segurança do shopping de Maceió que expulsou uma mulher trans do banheiro, em janeiro de 2020. A decisão saiu na última segunda-feira, 7/6. A decisão foi estabelecida pelo juiz Igor de Figueirêdo, que definiu prestação de serviços à comunidade  e pagamento de 10 salários mínimos para organização não-governamental que defenda dos direitos das pessoas LGBTQIA+ como pena para o segurança que tirou, à força, a mulher de dentro do banheiro sem nenhum motivo plausível.

Publicidade

Em um vídeo, é possível ver a confusão no shopping de Maceió envolvendo a mulher trans expulsa do banheiro e o segurança, em janeiro de 2020.

Publicidade

Por meio das redes sociais, outras personalidades trans se manifestaram sobre o ocorrido, contando experiências de discriminação que sofreram em suas vidas e apoiaram a pena ao segurança. 

Publicidade

Segurança de Maceió é condenado por retirar mulher trans de banheiro de shopping

A vítima, Lanna Hellen, contou detalhes sobre o ocorrido, na época. Em janeiro de 2020, ela relatou que o segurança disse para ela não usar o banheiro e justificou que ela precisava ir para um “banheiro de homem”.

Publicidade

“Isso é homofobia e é crime”, destacou Lanna.

A situação foi toda gravada e ela teve que protestar em cima de uma mesa da praça de alimentação, de onde foi retirada à força. 

A assessoria de imprensa do shopping justificou o caso afirmando que o segurança tinha a intenção de “garantir a segurança da própria pessoa e dos demais clientes”. O comunicado informa também que a empresa não apoia restrições ao direito de ir e vir. 

Publicidade
Publicidade

Escrito por Tadeu Goulart

Assuntos chocantes, novidades da televisão, famosos e política: tudo você encontra aqui.