in

Bolsonaro assume erro, pede desculpas, mas dispara contra governadores: ‘houve supernotificação’

Presidente falou com apoiadores na manhã desta terça-feira (8) e promoteu ir para cima de governadores.

Reprodução: Globo

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) conversou com apoiadores na manhã desta terça-feira (8), na saída do Palácio da Alvorada, e pediu desculpas pela informação errada que passou ontem ao falar sobre o número de mortes por Covid-19 no Brasil, em 2020.

Publicidade

O presidente afirmou que o Tribunal de Contas da União (TCU) tinha relatório que mostraria que cerca de 50% das mortes registradas como Covid em 2020 não teriam sido, de fato, por causa da doença. O TCU desmentiu Bolsonaro horas depois e informou que não tem esse documento.

Na manhã de hoje, Bolsonaro assumiu o erro e disse que o TCU está certo. A explicação detalhada do presidente pode ser vista nos três primeiros minutos do vídeo abaixo. Bolsonaro, porém, deixou claro que vai apurar as mortes causadas pela Covid no Brasil. Essa deve ser mais uma empreitada do Governo Federal contra os governadores dos estados.

Publicidade

Publicidade

Segundo o presidente, a tabela de mortos no Brasil de 2015 para cá sempre tem crescimento no ano seguinte. Bolsonaro disse que se tirar os mortos por Covid no ano passado, haveria queda no número de óbitos no país de 2019 para 2020. “Isso leva a um indício enorme de que houve sim supernotificação”, disse o presidente aos seus apoiadores. 

Publicidade

“Agora, nós vamos para cima para apurar quais os estados que fizeram supernotificação em busca de mais dinheiro. Quem pagou a conta alta com isso, com essas políticas de supernotificação? O mais pobre.”, disparou Bolsonaro, indicando que vai pedir a Controladoria-Geral da União (CGU) para fazer uma investigação.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!