in

Corpo da jovem morta dentro de shopping é sepultado sob forte comoção; amigos pedem Justiça

Crime ocorreu no início da tarde desta quarta-feira (02) em shopping no centro de Niterói.

G1 - Montagem

O corpo da jovem Vitórya Melissa Mota, de 22 anos, morta a facadas por um colega do curso de enfermagem, na última quarta-feira (2), foi sepultado ontem no Cemitério do Maruí, em Niterói, no Rio de Janeiro. A cerimônia foi marcada por forte comoção de amigos e familiares e pedido de Justiça.

Publicidade

A estudante de enfermagem foi atacada por Matheus dos Santos da Silva, de 21 anos, enquanto estava fazendo um lanche na praça de alimentação do Plaza Shopping, em Niterói. Após alguns minutos de conversa com o criminoso, Vitórya se levantou e foi surpreendida com golpes da faca. O assassino comprou a arma minutos antes do crime, dentro do próprio centro comercial.

Detido por seguranças e posteriormente entregue à Polícia Militar, que atendeu a ocorrência, o jovem de 21 anos vai responder pelo crime de feminicídio. 

Publicidade

Pedidos por Justiça

Durante o velório e sepultamento, amigos pediram justiça, e que Matheus responda pelo crime que fez. 

Publicidade

“Que ele realmente vá a julgamento, que seja julgado pelo crime de feminicídio, que não seja julgado como louco, como maluco, que ele pague pelo crime que ele cometeu. A mulher tem o direito de dizer não”, afirmou uma amiga de Vitórya, identificada como Georgia.

Publicidade

Segundo pessoas próximas, Matheus tinha um sentimento “não correspondido” por Vitórya, e já tinha se declarado para ela.

Na última quinta-feira (3), foram reveladas imagens de câmeras de monitoramento do Plaza Shopping, que flagraram o ataque contra a jovem de 22 anos. No registro, Matheus aparece em pé, conversando com a vítima, e na sequência quando ela se levantava, ele se aproxima e desfere vários golpes, impedindo qualquer tipo de reação dela.

Pessoas que estavam próximas ainda esboçaram uma reação, mas declinaram de tentar conter o jovem. 

Publicidade