in

Bolsonaro sobre manifestação contra seu governo: ‘Faltou erva para o movimento’

O presidente disse que o movimento contou com poucas pessoas, porque a PF e a PRF está apreendendo muita erva.

Dacau/ São Paulo

O presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) minimizou as manifestações que aconteceram contra o seu governo no último sábado, 29 de maio. Em conversa com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, o chefe do Executivo comentou sobre o evento, que reuniu milhares de pessoas em 22 estados e até no Distrito Federal. Segundo Bolsonaro, a manifestação contou com “pouca gente” por um motivo.

Publicidade

Bolsonaro começou questionando se os seus apoiadores sabiam o motivo da manifestação ter tido poucas pessoas, e respondeu seu questionamento, dizendo ser porque a Polícia Federal (PF) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) estavam fazendo muitas apreensões pelo país. “Faltou erva para o movimento”, disse o presidente.

Contando com a presença de mais de 420 mil pessoas, de acordo com os organizadores da manifestação, os atos aconteceram em ao menos 213 cidade no Brasil, além de 14 cidades no exterior.

Publicidade

Além de brincar com as manifestações envolvendo o seu governo, Bolsonaro ainda fez questão de criticar o advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, mais conhecido como Kakay, que chegou a subir em um trio elétrico em Brasília para chama-lo de “fascista”. Bolsonaro ressaltou que, nesta manifestação, o advogado se pronunciou contra ele, o que para o presidente é um sinal de que o seu governo está no caminho certo.

Publicidade

Depois de atacar Kakay, Bolsonaro ainda criticou o Supremo Tribunal Federal (STF), ressaltando que, mesmo diante das liturgias do Judiciário, o órgão permitiu que o defensor fosse flagrado usando bermuda nos corredores da Corte.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade