in

Esposa teria exigido que marido queimasse corpo de jovem após descobrir traição; detalhes do crime impactam

Vitória Luiza tinha relacionamento com homem que era casado, mas desistiu da relação ao tomar conhecimento disso.

G1

O caso de morte da jovem Vitória Luiza da Silva, de 20 anos, ocorrido no início de abril, em Praia Grande, no litoral paulista, teve novos desdobramentos nesta semana. O Ministério Público denunciou o casal suspeito pelo crime bárbaro contra a mulher. De acordo com o MP, a esposa do homem exigiu que ele matasse Vitória, com quem mantinha relações fora do casamento, como condição para que o relacionamento entre eles continuassem.

Publicidade

O homem, de 25 anos, era casado e tinha um relacionamento extraconjugal com Vitória Luiza, sem que ela desconfiasse de que ele tinha uma companheira. Diante da denúncia feita pelo MP, a Justiça acatou o pedido e determinou a prisão preventiva do casal. Inicialmente, os dois tinham recebido a voz de prisão temporária de 30 dias. Mas após o inquérito policial apontar fortes evidências, a prisão foi convertida.

Na denúncia feita pelo MP, consta que o casal premeditou a morte de Vitória Luiza, ocorrida no dia 1 de abril. Quando descobriu que o suspeito era casado, a jovem se distanciou. Contudo, a esposa do homem deu um “ultimato” para que ele matasse a jovem se quisesse continuar o casamento. Os dois atraíram a mulher de 20 anos para um encontro onde ela foi morta. 

Publicidade

Detalhes impactam 

Ainda de acordo com o Ministério Público, o casal levou a jovem para um local afastado, onde o homem teria realizado um disparo de arma de fogo contra a cabeça de Vitória. Os dois se evadiram do local achando que tinham matado a jovem, mas retornaram pouco depois para recolher o celular da vítima. 

Publicidade

Ao perceber que ela estava viva, os dois decidiram atear fogo nela. Após o desaparecimento da jovem, a família de Vitória acionou a Polícia Civil, que foi responsável por realizar varreduras e encontrar o corpo da vítima carbonizado. 

Publicidade

O casal suspeito foi autuado por feminicídio e ocultação de cadáver, e agora estão à disposição da Justiça, aguardando o julgamento do caso.

Publicidade
Publicidade
Publicidade