in

Pai e duas filhas morrem de Covid-19 com poucas horas de diferença; família e amigos são tomados por comoção

As perdas ocorreram no período de poucas horas de diferença, o que gerou comoção entre familiares e amigos.

G1

A pandemia do coronavírus continua fazendo vítimas no Brasil. Infelizmente, famílias têm sido dizimadas em virtude da doença, que tem se demonstrado mais transmissível com as novas variantes, que vão surgindo com o passar do tempo.

Publicidade

O estado do Amapá chegou 1.685 óbitos, por causa do coronavírus na última sexta-feira, 28 de maio. No mesmo dia, uma família perdeu três de seus membros de uma única vez. O pai e duas filhas entraram para a triste estatística das mortes, por causa do vírus pandêmico. Almeirindo Ribeiro Filho, de 85 anos, e as suas duas filhas, Maria do Socorro e Márcia Valéria, de 60 e 46 anos, respectivamente, morreram de Covid-19.

As três perdas em um período de poucas horas foi um grande baque para a família, que ficou desolada. Os três deixaram filhos, netos, irmãos, amigos e muitos admiradores, que vão sentir a falta das pessoas queridas. Valéria estava hospitalizada em Macapá, e o pai e a irmã em uma unidade da rede privada da capital.

Publicidade

Desde que as mortes foram comunicadas pelos familiares nas redes sociais, o fato gerou grande comoção entre os parentes e amigos. Almeirindo fazia parte de uma das famílias tradicionais da cidade. A filha Márcia deixa esposo e dois filhos; e trabalhava como enfermeira. Ela também se dedicava na área da educação, como professora, da mesma maneira que a irmã Maria do Socorro.

Publicidade

O Brasil ainda vive uma situação delicada, por causa da pandemia do coronavírus. Apesar do número de óbitos ter estabilizado, eles ainda continuam altos. Especialistas já estão prevendo uma terceira onda de infecções, que pode ser devastadora, principalmente em virtude da nova cepa indiana, que já foi detectada no país.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade