in

215 corpos de crianças são encontrados em escola no Canadá

Os corpos foram achados em uma vala comum em uma escola para indígenas.

BBC

Foi encontrado no Canadá, na província de British Columbia, localizada no extremo oeste do país, impressionantes 215 corpos de crianças, achados na antiga escola Kamloops. A instituição foi fechada no ano de 1978, uma escola utilizada para estudantes indígenas.

Publicidade

A informação foi divulgada, nesta quinta-feira (27), pelo chefe da Primeira Nação Tk’emlups te Secwepemc. Segundo o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, esse é um episódio vergonhoso do Canadá.

O Canadá possuía, nos séculos 19 e 20, escolas residenciais, as quais eram utilizadas como internatos obrigatórios. Eles eram geridos por igrejas e pelo governo. As escolas eram utilizadas para assimilar à força os jovens indígenas à cultura europeia.

Publicidade

Kamloops foi considerada a maior escola indígena do sistema implementado. Em 1980 foi administrada pela Igreja Católica e já chegou a receber 500 estudantes. O governo passou a administrar a escola em 1969, a qual acabou sendo fechada em 1978.

Publicidade

Sobre as escolas residenciais

Entre os anos de 1863 a 1998, aproximadamente 150 mil crianças indígenas foram retiradas de suas casas e colocadas nas escolas residenciais. Os jovens não possuíam permissão para falar sua língua natal e praticar sua cultura, além de muitas delas serem abusadas pelos administradores do local.

Publicidade

No ano de 2008, o governo de Canadá emitiu nota se desculpando pelo sistema implementado na época. Segundo investigações canadenses é documentado a quantidade e os locais das mortes das crianças desapareceram nas escolas. Aproximadamente 4,1 mil crianças, que morreram nas escolas, foram identificadas pelo governo.

Publicidade