in

Em inauguração de conjunto habitacional, João Doria chama Bolsonaro de ‘genocida’

João Doria discute com Carla Zambelli em evento na zona leste de São Paulo.

REPRODUÇÃO/VEJA SÃO PAULO

Na manhã desta sexta-feira(28), ocorreu  na Zona Leste de São Paulo a entrega de dois conjuntos habitacionais no distrito de Itaim Paulista. O governador do estado de São Paulo João Doria (PSDB) e a deputada federal Carla Zambelli (PSL) trocaram ofensas durante o evento.

Publicidade

O conjunto habitacional foi realizado com um financiamento do governo estadual e federal e contou com o orçamento da Secretaria da Habitação de São Paulo, junto com a Prefeitura e a Caixa Econômica. A construção dos conjuntos foi coordenada pelo Ministério de Desenvolvimento Regional que realizou a entrega de 413 apartamentos.

Sobre a discussão de Doria e Carla Zambelli

Durante seu discurso, a deputada Carla Zambelli disse que o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), não destruiu empregos, não fechou o comércio e não decretou o toque de recolher. O discurso deixou o governador irritado e interrompendo o discurso da deputada, Dória disse que o presidente destruiu vidas e que Bolsonaro é um “genocida”. 

Publicidade

Carla Zambelli disse a Doria que ele estava sendo deselegante, que deveria deixar que ela terminasse de falar e que o governador teria o seu momento de discursar. Ainda a deputada disse que era natural uma intervenção pra que já mandou ela engraxar bota de militar.

Publicidade

Zambelli ainda disse ao governador que ela mesma engraxava as botas de seu marido, o qual  trabalha no exército. Em seu twitter, a deputada disse que João Doria interrompeu seu discurso e gritou igual um “louco” contra Bolsonaro e que nunca pensou em passar por esse tipo de situação.

Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade